notícias / Agronegócio

Indicador do boi gordo atinge novo patamar recorde, diz Cepea

Redação - SBA 13/08/2020 13h19

Indicador do boi gordo atinge novo patamar recorde, diz Cepea

De acordo com informações do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), os preços da arroba do boi gordo seguem em alta no mercado doméstico. Na parcial de agosto (até o dia 12), o Indicador CEPEA/B3 (São Paulo, à vista) registra média de R$ 226,97, a maior, em termos reais, considerando-se toda a série do Cepea, iniciada em 1994 (as médias mensais foram deflacionadas pelo IGP-DI de julho/20). 

Entre 5 e 12 de agosto, especificamente, o Indicador permaneceu praticamente estável (+0,02%), fechando a R$ 226,30 na última quarta-feira (12). 

Segundo pesquisadores do Cepea, além da baixa oferta de animais prontos para abate, a aquecida demanda internacional, especialmente por parte da China, segue sustentando as cotações domésticas. De janeiro a julho deste ano, o país asiático foi destino de mais de 40% do total de carne bovina exportada pelo Brasil. 

Conforme dados da Secex, ao longo de 2020, os envios nacionais de carne à China somam 451,77 mil toneladas, contra 174,98 mil toneladas no mesmo período do ano passado, ou seja, expressivo crescimento de 158,2%. Por outro lado, o país asiático tem reduzido o preço pago pela carne brasileira.

Enquanto em janeiro deste ano, o valor pago foi de US$ 6,07/kg, em julho, caiu para US$ 4,32/kg, recuo de quase 30%. Em 2020, a média está em US$ 4,98/kg, 3,51% inferior à de 2019, de US$ 5,16/kg. No entanto, o dólar em patamar elevado acaba amenizando a queda no recebimento de frigoríficos em moeda nacional.