Viola Show

O seu mundo sertanejo é aqui!

seja bem-vindo, faça seu ou cadastre-se

notícias / Esportes

Buttar vence em Nampa e Davis assume segundo lugar do ranking

Viola Show I Fonte: Cavalus 10/10/2017 09h14

Buttar vence em Nampa e Davis assume segundo lugar do ranking

Buttar vence em Nampa e Davis assume segundo lugar do ranking

O melhor brasileiro foi Luciano de Castro, em oitavo lugar. Faltam somente mais duas etapas antes da grande final da PBR

A etapa da Nampa, ID., a DeWalt Guaranteed Tough Invitational, aconteceu nos dias 7 e 8 de outubro, no Ford Idaho Center. Diferente dos últimos rodeios da Professional Bull Riders, onde noticiamos brasileiros sempre nas primeiras posições, esse final de semana não tivemos muita sorte. A começar pela caída de Kaique Pacheco para o terceiro lugar no ranking mundial. Cooper Davis, atual campeão mundial, pontuou em segundo lugar, ao contrário de Kaique, que não pontuou, e assumiu o posto do brasileiro.

Os cinco primeiros ainda continuam embolados, a diferença de pontos ainda é pequena, se contarmos as duas etapas que faltam e mais os pontos diários nos rounds da finalíssima, mas é preocupante a sequencia de resultados não satisfatórios dos nossos heróis. A torcida quer ver o Brasil sempre no topo e fica todo mundo apreensivo para o desfecho nessa reta final de temporada. O retrospecto brasileiro é vitorioso e ainda acreditamos muito em título verde e amarelo esse ano.

Dakota Buttar. Foto Andy Watson


Quem se deu bem nesta etapa foi o canadense Dakota Buttar. Segundo o site da PBR, ele estava para ser cortado da divisão principal, mas conquistou uma vitória na hora certa. Agora ele é o 27° do ranking mundial e ainda terá a chance de estar no Team Canada, para PBR Global Cup. Em Nampa, marcou 475 pontos, vencendo os seus três touros. O cowboy de 24 anos ainda recebeu um bônus de cinco mil dólares da DeWalt, o que o ajudou ainda mais na soma geral de ganhos e o deixa com a vaga para a final praticamente garantida. Cooper Davis foi o segundo, com 380 pontos, contando com um 91 pontos no round final, o único dos cinco a ganhar pontos nesta etapa.

O melhor brasileiro na etapa foi Luciano de Castro, que ficou em oitavo lugar, marcando 70 pontos. Alex Marcilio terminou em 11°, com 35 pontos. Pontuaram também João Ricardo Vieira (14° lugar) e Guilherme Marchi (16° lugar). Outros brasileiros que tiveram uma parada, mas não somaram pontos foram: Claudio Montanha Jr (17° lugar), Silvano Alves (18° lugar), Eduardo Aparecido e Ramon de Lima (21° lugar), Kaique Pacheco (23° lugar).

Essa classificação foi importante para Luciano, Ramon e Claudio, que brigam pelo título de Rookie Of The Year (Novato do Ano). Quarto, sexto e terceiro, respectivamente, desse ranking, os brasileiros, e ainda Dener Barbosa, o segundo, estão na disputa com Cody Teel, campeão pela PRCA, que esse ano resolveu participar da PBR também. O americano lidera no momento. Nosso retrospecto no Rookie também é bem favorável.

Eduardo Aparecido. Foto: Andy Watson


A situação do ranking mundial é a seguinte: O brasileiro Eduardo Aparecido ainda é o líder, com 4105 pontos e US$323.412,47, mas precisa se sacudir para não deixar os adversários encostarem, ainda mais quando o segundo lugar é um americano e está somente 196.67 pontos atrás dele. Este é Cooper Davis, com 3908 pontos e US$223.20342, que ultrapassou Kaique Pacheco, que agora é o terceiro do mundo com 3740 pontos e US$373.825,15, ainda brigando pela liderança e para chegar à final com boa pontuação. Derek Kolbaba é o quarto, com 3652 pontos e US$267.024,82. Ele não pontuou em Nampa. O quinto lugar do ranking é de Jess Lockwood, que luta para se recuperar de um acidente na arena a tempo da final. Ele mantem os 3610 pontos e Us$320.092,90.

A próxima para da PBR será em Raleigh, na Carolina do Norte, dias 14 e 15 de outubro.