notícias / Esportes

Mobilização a favor dos esportes equestres está marcada no Mato Grosso

Viola Show I Fonte: Cavalus 11/06/2019 08h57

Mobilização a favor dos esportes equestres está marcada no Mato Grosso

Mobilização a favor dos esportes equestres está marcada no Mato Grosso

Cerca de 600 cavaleiros montados estão sendo esperados em mobilização marcada para o dia 18 de junho em frente à Assembleia Legislativa do Estado do Mato Grosso (ALMT), em Cuiabá. A organização desse ato se deu após a Justiça proibir a realização de provas de Laço durante a 7ª Semana do Cavalo, que aconteceu na cidade de 24 de maio a 1° de junho.

"Em um Estado eminentemente agrícola, esse tipo de decisão afeta bastante a economia e a geração de emprego e renda. A Semana do Cavalo abriu mais de 150 vagas diretas de trabalho", contou Caê Póvoas, promotor do evento e um dos que encabeçam a mobilização. Para se ter uma ideia da força dos esportes equestres na região, a edição 2019 recebeu mais de 1,3 mil inscrições, mais de 360 equinos e 450 competidores de 11 Estados.

Para Caê Póvoas, que é proprietário do Haras Twin Brothers, a medida põe em risco a prática dos esportes equestres no Mato Grosso. "A decisão do Ministério Público (MPE) não tem fundamento técnico. Há 20 anos realizando provas, priorizamos o bem-estar animal, seguindo o regulamento de competições da ABQM", garantiu.

O presidente da associação do Quarto de Milha, Cicinho Varejão, em sua opinião sobre o ocorrido, lembra que esse regulamento normatiza provas oficiais e oficializadas e estabelece regras que garantem a proteção dos animais participantes.

Marco e Caê Póvoas


"Manifestamos todo o nosso apoio aos laçadores. Nossa união vai além do esporte! Estamos juntos pela cultura e por milhares de famílias, que tiram o sustento nas inúmeras competições que ocorrem todos os finais de semana no MT", ressaltou.

O ato tem apoio de alguns parlamentares do MT, que saíram em defesa da prática, entre eles Janaina Riva (MDB), Thiago Silva (MDB) e Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD).  "Vamos montar os nossos cavalos e defender a regularização dos esportes com equinos", convocou Caê.

Provas

O evento realizado no Haras Twin Brothers movimenta todos os anos milhões de reais durante os dias de atividades, entre palestras, provas, shows, leilões de diversas raças e praça de alimentação. A programação conta com provas nas mais diversas modalidades. Segundo informações do próprio Caê, conseguiram realizar uma parte do Laço Técnico, nas somatórias maiores, mas as provas de soma baixa não acorreram.

A maior nota do Laço Cabeça foi na Aberta Sênior e Aberta Castrado, 74 pontos. Marcelo Rizzi da Silva e Keithy Roosters Wood venceram a Senior e Jose Alberto Gerdullo com Birdy Dun It Whiz, a Castrado. Já no Laço Pé, a maior foi 75 pontos. Pep Moon Rey CE foi o campeão em duas categorias com essa nota. Profissional Light com Thiago Pinheiro Nardoni e Aberta Castrado com Marcelo Rizzi da Silva.

Leilões de diversas raças


Nos Três Tambores, Camila Falcão Borges marcou os dois menores tempos. Com Designer Fortunes venceu a Feminina ao marcar 17s919. E também foi segundo lugar, 17s956, com ST Ana Wars. Especialmente nesse modalidade, os competidores puderam participar de um curso com Sidnei Junior, um dos destaques da atualidade. Nos leilões desse ano, foram vendidos 210 animais, movimentando cerca de R$ 3 milhões.

"Queremos agradecer de coração a todos amigos, parceiros, competidores e ao público em geral presente nesses nove dias de 7ª Semana do Cavalo. Foram meses de preparo para proporcionar o melhor para competidores, animais e público. Onde organizamos uma diversificada programação com cursos, palestras, leilões, shows e provas equestres, reforçando ainda mais o título de maior evento equestre do Centro-oeste. Nosso maior objetivo é o fortalecimento da equinocultura, através dos negócios proporcionados no evento", finalizou Caê ao lado do irmão Marco.