notícias / Esportes

Sage Kimzey venceu Calgary Stampede 2019 com recorde

Viola Show I Fonte: Luciana Omena 16/07/2019 08h48

Sage Kimzey venceu Calgary Stampede 2019 com recorde

Sage Kimzey venceu Calgary Stampede 2019 com recorde

Pentacampeão mundial de montaria em touros pela PRCA, Sage Kimzey parece que não tem hora para desacelerar. Buscando seu sexto título mundial - é líder do ranking com folga - e ainda abrir o leque de feitos em uma carreira tão jovem, o atleta venceu pela terceira vez o Calgary Stampede. Na final, marcou 92,50 pontos ao montar Night Moves e escreveu mais uma vez seu nome nos livros das melhores histórias do rodeio.

Nunca nenhum outro bullrider conseguiu esse feito - três títulos - desde 2006, quando o Stampede incrementou a premiação. Essa foi quarta vez que ele montou nesse touro e considera a melhor delas. "Ele está ficando velho (risos), mas muito mais forte do que costumava ser. Foi uma batalha permanecer os oito segundos. A nota foi ótima, assim como o cheque de US$ 100 mil dólares", comentou o ídolo de Oklahoma com sorriso largo.

Sage Simzey. Foto: Blake Chorley


Para ele, estar em Calgary é sempre incrível. "Não há nada que realmente se compare ao Stampede. É um rodeio que qualquer atleta tenha que ir pelo menos uma vez na vida.Ter a chance de competir aqui é muito bom e, definitivamente, ganhar é ótimo. Mas, ganhar três vezes em seis anos, é bem especial. Calgary é um dos meus lugares favoritos para competir". Kimzey venceu em 2015, 2107 e agora em 2019.

A competição começou no dia 5 de julho e as classificatórias aconteceram até dia 12. Divididos em duas turmas, 120 atletas das modalidades montaria em touros, três tambores, laço individual, bareback, sela americana e bulldog disputaram vagas na final. Quatro em cada uma se classificou direto e dois em cada buscaram vaga na repescagem. Ao todo, dez finalistas entraram na arena lotada domingo a tarde.

Campeões 2019. Foto: Blake Chorley


A classificação foi baseada em dinheiro ganho, mas os resultados em notas ou tempos marcados. Após todos se apresentarem, voltaram para a decisão os quatro melhores em cada modalidade. Na montaria em touros, estavam na final os brasileiros José Vitor Leme e Marcos Glória. Um, líder do ranking mundial da PBR; o outro, campeão do Calgary Stampede ano passado. Mas eles tinham pedreiras pela frente.

Contando pontos como etapa da Touring Pro da PBR, os resultados de Calgary valiam muito mais que a fivela e os cem mil dólares para José Vitor. Dependendo dos resultados, ele poderia perder a liderança do mundial. Jess Lockwood, o atual número dois do mundo, também estava na final. Passaram para a rodada decisiva além de Kimzey, Jared Parsonage - que terminou a competição em segundo lugar -, José Vitor e Lockwood. Os dois não tiveram sucesso na final e a distância entre eles no ranking está em 206 pontos.

Lisa Lockhart. Foto: Graham McKerrell


Nos três tambores, o duelo foi entre Hailey Kinsel, atual campeã mundial e campeã de Calgary ano passado, e Lisa Lockhart, que buscava o bicampeonato. Na primeira rodada de domingo, Hailey marcou o menor tempo, 17s240, enquanto Lisa ficou com a segunda marca, 17s250. Na rodada decisiva, as posições se inverteram. Lisa acabou ficando com o título, o prêmio de US$ 100 mil e sua segunda fivela ao marcar 17s116, contra 17s119 de Hailey.

"Eu chorei bastante quando vi que tinha ganhado. Lágrimas de alegria, acima de tudo, porque significa muito. Eu acho que quanto mais você envelhece, mais um título como esse se torna importante. Não é apenas sobre o dinheiro, mas sim sobre o que aconteceu. Eu não esperava, pois foi uma incrível competição esse ano", contou a super campeã, que tem a fivela de 2015 também.

A bicampeã de Calgary Lisa Lockhart. Foto: Blake Chorley


Na sela americana, três dos quatro finalistas eram da mesma família. A chance de um Wright ficar com o título era de 75% quando a última rodada começou. Com 92 pontos, Rusty Wright, 23 anos, acabou conbquistando seu primeiro título em Calgary. Um dos favoritos, Aus Tanner ficou com o título no bareback. Marcou 92,50 pontos na rodada decisiva. Caleb Smidt passou por todas as fases do tie-down roping com as melhores marcas, e não foi diferente na final, quando anotou 7s3. O mesmo para Kyle Irwin, que com 3s8 ficou com seu primeiro título de Calgary no bulldog.

Em balanço divulgado pela organização, passaram pelo Calgary Stampede Park 1.275.465 pessoas de 5 a 14 de julho desse ano. Foram mais de quatro mil a mais que outros anos, fazendo dessa edição a maior de todas.