notícias / Esportes

Após Nampa pela PBR, José Vitor Leme se prepara para final

Viola Show I Fonte: Luciana Omena 22/10/2019 09h05

Após Nampa pela PBR, José Vitor Leme se prepara para final

Após Nampa pela PBR, José Vitor Leme se prepara para final

A última etapa da temporada regular da PBR foi realizada, contudo muitas emoções ainda estão por vir. Após Nampa, Idaho, José Vitor Leme (foto) continua líder do campeonato, mas tem Jess Lockwood na sua cola. A diferença entre eles é de apenas 416,66 pontos e até a PBR World Finals ainda passarão por uma etapa da Velocity Tour e a final dessa segunda divisão.

É isso, o ranking ainda não está fechado! A etapa de Nampa aconteceu dias 18 e 19 de outubro. Os atletas que aspiram conquistar o título mundial, bem como aqueles que ainda precisam de pontos para entrar no top 35 do ranking aguardam a sequência da temporada: dia 26 de outubro etapa da Velocity Tour em Rapid City, South Dakota, e a final da Velocity Tour dias 2 e 3 de novembro, em Las Vegas.

O novato Dalton Kasel foi o campeão de Nampa, 550 pontos e US$ 37.600,00 de premiação. Ele agora é o sétimo melhor do mundo - atrás do líder 4.383 pontos - e lidera o ranking do Rookie Of the Year (estreantes) com 2.218 pontos. Foi sua primeira vitória em uma etapa da divisão principal. O jovem de 20 anos, inesperadamente, marcou 92 pontos em ninguém menos que Fearless. Foram três paradas em três touros, 100% de aproveitamento.

Dalton Kasel

Corrida pelo título

Sem tirar o pé do acelerador, o atual líder do mundial José Vitor Leme ficou em segundo lugar em Nampa. Teria vencido o evento se Kasel não tivesse feito o que fez na rodada decisiva. Leme também parou nos três touros da etapa no Fort Idaho Center: 88.75, 84 e 88.25 foram suas notas. A última montaria em Whiskey Bent.

Mesmo sem ter ganho, o segundo lugar e os 380 pontos foram importantes. O brasileiro de Ribas do Rio Claro embolsou ainda um prêmio de US$ 17.680,00. Logo atrás dele na classificação do rodeio esteve Jess Lockwood, de Volborg, Montana. O atual número dois do mundo não está dando chance de Vitinho deslanchar. Em resumo, os dois estão em ótima forma.

Apenas uma semana após quebrar a invencibilidade do touro Heartbreak Kid, Lockwood montou novamente nele e parou. Marcou 94 pontos na rodada final em Nampa para selar a terceira colocação. Lockwood havia caído no primeiro round. "Eu nunca me senti tão bem", conta o norte-americano, campeão mundial da PBR em 2017.

Pela colocação, somou US$ 13.550,00 e 285 pontos para o ranking. Há apenas algumas semanas, a briga entre os quatro primeiros do ranking mundial estava mais parelha. Contudo, de acordo com os últimos resultados, Leme e Lockwood desgarram dos demais. De qualquer forma, o título ainda é possível para Chase Outlaw (terceiro colocado, 1.415 atrás do líder) e João Ricardo Vieira (quarto colocado, 2.119 atrás do líder).

Cooper Davis, campeão mundial de 2016, portanto entrou nessa lista. A quarta colocação em Nampa lhe ofertou pontos cruciais. Foram 155 pontos e a distancia dele para José Vitor Leme agora é de 2.864 pontos. Matematicamente, Davis tem chance de título, já que estarão em jogo na PBR World Finals mais de três mil pontos.

94 pontos para Jess Lockwood em Heartbreak Kid

Velocity Tour

"Estou pronto para as próximas semanas", disse Leme. Rapid City no sábado, 26, fecha a temporada regular da Velocity Tour. O brasileiro pode ganhar até 220 pontos e chegar à final da segunda divisão mais tranquilo. "Eu me sinto muito bem fisicamente e mentalmente também", complementa o ídolo.

Lockwood não irá para Rapid City e é a chance de José Vitor pontuar sem tê-lo na cola. Mas os dois se encontrarão em Las Vegas. José Vitor lidera o ranking da segunda divisão, com Ramon de Lima, Danilo Carlos Sobrinho e Marco Eguchi na sequência. Os 35 melhores do mundo fazem a PBR Unleash The Beast World Finals, na T-Mobile Arena, de 6 a 10 de novembro.

Até o momento, 11 brasileiros estão classificados. Mas tudo pode mudar depois da final da Velocity dias 2 e 3 de novembro. Além dos pontos ao ranking mundial, há vagas para o melhor Internacional - classificado para a final da VT através das associações filiadas em Austrália, Brasil, Canadá e México; os dois primeiros do ranking geral da VT; e os dois primeiros do ranking da etapa final da VT. Vamos acompanhar!