notícias / Esportes

Por que João Ricardo venceu o The American e não ganhou o milhão?

Viola Show 12/03/2020 09h12

Por que João Ricardo venceu o The American e não ganhou o milhão?

João Ricardo Vieira, venceu no último domingo o The American pela terceira vez.

Com a nova parceria do The American com a PRCA - Professional Rodeo Association, os convidados da modalidade touros, foram baseados no ranking da PRCA, não da PBR - Professional Bull Riders como era antigamente.

Todos competidores da PBR, incluindo João Ricardo atual campeão do The American, foram obrigados a montar na semifinal.

Como todos sabem os competidores que saem da semifinal, estão qualificados para o bônus de um milhão de dólares.

Como aconteceu com João Ricardo Vieira em 2019.

João Ricardo Vieira, venceu este ano novamente, empatado com Sage Kimzey, seis vezes campeão mundial pela PRCA e campeão do The American em 2017.

Acontece que, na final, onde os quatro melhores da dos rounds 01 e 02 avançaram, ninguém conseguiu oito segundos e segundo as regras do The American (que ninguém sabe onde tá), para ganhar o bônus de um milhão, o competidor precisa vencer o touro da final.

É difícil opinar, mas se fosse valer desse critério, nem Sage Kimzey nem João Ricardo, deveriam ganhar nada. Já que eles dividiram a premiação de $125,000 dólares (Campeão e vice). E já que se usou um critério para definir o campeão, então esse campeão qualificado para o milhão de dólares que pagou inscrição de mil dólares, passou pela semifinal e venceu os outros nos dias de competição, deveria ficar com o milhão de dólares.

Ou seja, João ganharia mais uma vez empatado em três, 333 mil dólares empatados em três, porém, segundo as 'regras' não ganhou. Ficando com os $62,500 divididos.

Outra coisa importante de se saber. Comprar o cartão da PRCA era opcional ano passado, este ano não, era obrigatório.

Na PRCA funciona assim, você compra o cartão 'Permit' (300 dólares) e, depois que você completa mil dólares você pode pedir o cartão profissional, assim dizemos, e daí em diante seu dinheiro vale para o ranking mundial. Demorei escrever este texto que estava atrás disso.

Como no The American o dinheiro do campeão só entre 50% (50 mil) João então ganhou 25 mil, mais 12,500 da metade do segundo lugar e mais a diária do sábado. Totalizando 40 mil dólares para o ranking da PRCA, porém, como ele só tinha o cartão permit, o dinheiro fica no ranking de permit, onde ele lidera, mas não conta para o ranking mundial. Se contasse para o ranking mundial João assumiria a quinta posição.

Segundo Junior Nogueira, este dinheiro mesmo se ele comprasse o cartão agora não entraria mais para o ranking mundial, segundo ele, no começo ele também perdeu 11 mil dólares até chegar o cartão profissional.

Então fica a dica para os próximos anos, para quem almeja entrar no The American com intenção de seguir na PRCA.

PRCA NO BRASIL

Pouca conhecida no Brasil, a PRCA é a grande potência do rodeio mundial, estando nos principais eventos dos EUA e se fortaleceu muito nos dois últimos anos voltando a Houston e Calgary e entrando no The American.

Embora os competidores da Liga Nacional de Rodeio não tenham obtido sucesso, a LNR voltou do Texas com boas notícias da bagagem, com uma parceria sólida com a PRCA e a confirmação de alguns eventos no Brasil já para 2020. Em breve mais detalhes.

TODOS OS CAMPEÕES DO THE AMERICAN 2020

Bareback  - Kaycee Feild

Bull Dog - Matt Reeves

Team Roping - Luke Brown e Joseph Harisson

Sela Americana -  Wyatt Casper  ($500.000,00 Bônus)

Laço Individual - Shad Mayfield ($500.000,00 Bônus)

Três Tambores - Stevi Hillman

Breakway Roping: Kaycee Hollingback

Rodeio em Touros - João Ricardo Vieira e Sage Kimzey

PS: Cada campeão do The American ganhou cem mil dólares

MAIS TÍTULOS

03 - João Ricardo Vieira (2016, 2019 e 2020), Wade Sundell (2014, 2015 e 2016) e Kaleb Driggers (2014 , 2015 e 18)

02 - Matt Reeves (2018 e 2020) Hailey Kinsel (2017 e 2019)  Ty Erickson (2016 e 2019) Marty Yates (2017 e 2018) Lisa Lockart (2014 e 2015) Kaycee Feild (2018 e 2020) Sage Kimzey  (2017 e 2020)