notícias / Música

Compositora de hits do sertanejo, Márcia Araújo passeia pelo Rodeio de Americana para achar 'novas gírias' e apresentar canções

G1 20/06/2022 12h05

Compositora de hits do sertanejo, Márcia Araújo passeia pelo Rodeio de Americana para achar 'novas gírias' e apresentar canções

Enquanto cantores e duplas entravam e saíam do palco da 34ª Festa do Peão de Americana, uma mulher discreta e simpática passeava pelo local e batia papo com praticamente todos os artistas que se apresentavam no evento. Era Márcia Araújo, compositora de aproximadamente 400 canções gravadas pelos maiores nomes da música sertaneja na atualidade.

É dela, sempre em parceria com outros dois ou três autores, hits como "Ficha Limpa" (Gusttavo Lima), "Amar Não é Pecado" (Luan Santana), e "Propaganda" (Jorge e Mateus), só para ficar entre nomes que cantaram na festa em Americana. O passeio pelos bastidores tem vários motivos: rever amigos, descobrir "novas gírias" e, claro, mostrar novas músicas para as duplas.

"Eu tenho cerca de mil músicas registradas. Um pouco mais de 400 já foram gravadas", contabiliza a compositora.

A primeira música escrita por Márcia e que estourou foi "Robin Hood da Paixão", em 2008, gravada pela dupla Hugo Pena e Gabriel, no ápice do estouro do sertanejo universitário. Mas foi quatro anos depois que a vida dela mudou.

Era 2012 e Munhoz e Mariano resolveram gravar "Camaro Amarelo", que Márcia assina junto a Thiago Machado, Bruno Caliman e Marco Aurélio. O hit virou um fenômeno, se tornou a canção mais tocada no Brasil, tomou conta das rádios e foi parar até em comerciais de TV. Desde então, não faltou mais trabalho para ela e seus muitos parceiros.

Márcia demorou para encontrar seu caminho. Sonhava ser escritora ou qualquer outra profissão que tivesse a ver com escrita. "O jornalismo também era uma possibilidade, mas aí pintou a música", conta.

Última aposta e força das mulheres

A última aposta da compositora vai para "Terminou com Calma", gravada recentemente por Lauana Prado com participação de Juan Marcus e Vinicius. A jovem cantora goiana, que já se coloca como um dos grandes nomes da atualidade do sertanejo feminino, é uma das poucas mulheres a gravar canções de Márcia. As outras foram Simone e Simaria, com "Presente de Deus".