Viola Show

O seu mundo sertanejo é aqui!

seja bem-vindo, faça seu ou cadastre-se

notícias / Agronegócio

Tratoraço: produtores pedem revogação da lei e não apenas o cancelamento de alguns itens

Canal Rural 07/01/2021 12h02

Tratoraço: produtores pedem revogação da lei e não apenas o cancelamento de alguns itens

PROTESTO CONTRA A ALTA DO ICMS

O município de Tatuí também aderiu ao protesto contra a tarifa de ICMS no estado de São Paulo. Cerca de 100 veículos, entre tratores e caminhões, estão parados na rodovia Prefeito Antônio Romano Schincariol, a SP 127, sentido Itapetininga.

O objetivo do manifesto é pedir a revogação da lei 17.293 e dos decretos (65.252 ao 65.255), que alteraram o regulamento da cobrança de ICMS no estado de São Paulo.

Nesta quarta-feira, 6, o governo estadual anunciou o cancelamento da taxa para os insumos agrícolas. Mas, segundo o produtor rural e engenheiro agrônomo, Luan Rodrigues, só o cancelamento de itens que envolvam a produção de alimentos e medicamentos não resolve a situação.

"A gente quer a revogação dos dois decretos e do projeto de lei para que não tenha aumento do ICMS. Esse alta, além de encarecer os produtos na prateleira para o consumidor final, ainda vai inviabilizar alguns setores produtivos, como a cadeia leiteira, onde muitos vão deixar a atividade", afirma.

Para o pecuarista Alcides Carlos Neto, a mudança na tarifa pode causar um efeito dominó em toda a sociedade.

"Começa prejudicando a minha família, a minha renda, mas é uma corrente que vai afetar toda a população. A gente vai pagar mais imposto e vai ser repassado até chegar na prateleira final, com o arroz, feijão, a carne, etc."

Ainda segundo o produtor, além de a cesta básica ficar mais cara, há o risco de desemprego. "O produtor vem lutando há muitos anos e muitas vezes tendo um prejuízo que não se reverte. Já estava difícil e, agora, com mais esse imposto, não tem condição de continuar", acrescenta.