notícias / Cultura

Entenda por que as lives mudam a rotina dos brasileiros na quarentena

Viola Show 20/04/2020 11h02

Entenda por que as lives mudam a rotina dos brasileiros na quarentena

Analistas em marketing e redes sociais analisam fenômeno de shows caseiros produzidos por músicos que mobilizam milhões de pessoas 

Se tem algo que o brasileiro leva bem a sério é a "sofrência". Por isso, em meio ao isolamento social recomendado para frear a contaminação pelo novo coronavírus, as lives de artistas pela internet têm mudado a rotina de quem está em casa. Os shows de músicos sertanejos viraram um grande fenômeno. Tem novo recorde mundial de maior número de visualizações ocupado, agenda de shows compartilhada e até análise de especialistas sobre a estratégia utilizada por cada músico.

O fenômeno começou quando o sertanejo Gusttavo Lima resolveu transmitir da sala de casa o chamado "Buteco em casa". A transmissão ao vivo no dia 28 de março bateu o recorde de live mais assistida do mundo e desbancou ninguém menos que Beyoncé, que ocupava o posto. De lá pra cá, o pedido por mais transmissões ao vivo foi aumentando e os fãs pediram por shows aos artistas preferidos.

Então, no dia 5 de abril, a dupla Jorge e Mateus resolveu fazer uma transmissão e bateu o recorde anterior, tornando-se o show transmitido ao vivo com mais visualizações do YouTube. Mas, a disputa não parou por aí. Nessas duas lives, o pedido por um show da cantora Marília Mendonça cresceu nos comentários abrindo espaço para que a sertaneja batesse elevasse a régua e, até o fechamento desta edição, mantivesse como a recordista. A live de Marília Mendonça artista, no último dia 8, atingiu a marca de mais de 3,2 milhões de espectadores simultâneos. Já no Twitter, a artista ficou em todos os assuntos mais comentados.

Toda essa multidão on-line pode ser explicada, de acordo com Georgina Matos, consultora em marketing, justamente pelo momento delicado que o mundo vive. Em busca de conexões, motivados pelo distanciamento social, muitas pessoas decidem assistir os conteúdos para experimentar alguma forma de reunião. Seja com amigos, familiares ou até mesmo fãs do mesmo artista e desconhecidos.

- Buscamos por conexão emocional e afetiva nesse momento. Além da música nos remeter a momentos de alegria que vivemos, uma espécie de nostalgia, ela torna a nossa vida mais leve nesse isolamento. Assistir a uma live de um famoso e compartilhar com os amigos e familiares, nos passa sensação de pertencimento, pertencimento a um coletivo comum - comenta a especialista.

Além da conexão virtual, as lives são ainda uma ferramenta de enorme engajamento pelas redes sociais, segundo Georgina. Por permitirem interação entre espectadores e o artista, as transmissões ao vivo são ferramentas poderosas de medir a audiência em tempo real e permitem que os artistas possam repensar posicionamentos. São um espaço aberto para que todos digam as opiniões sobre as músicas, peçam música, comentem. Transformaram-se quase como os shows em barzinhos, que deram início a carreira de muitos músicos.